Olhos castanhos

Enquanto o céu chora no horizonte
O lápis chora no papel
Na troca de olhar, se esconde
Na falta de estar, cruel

Na mente que vinga, perdi
Caminho perdido, me achei
Em olhos castanhos, me vi
Nas luzes queimadas, guardei

Vagando no escuro, cai
De queda em queda, parei
Em olhos castanhos, perdi
Nas águas passadas, voltei

Em pétala murcha me fiz
Pra encontrar um rumo, calei
Em olhos castanhos, já quis
E o mundo da volta, outra vez

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s